28/02/2012

OS TRAPALHÕES, CURIOSIDADES


Renato Aragão, o Didi, nasceu na cidade cearense de Sobral em 13 de janeiro de 1935. Renato era de uma família de sete irmãos.

Você sabia que Renato Aragão é formado em Direito?

O primeiro trabalho de Renato Aragão foi na TV Ceará (atual TV Verdes Mares), em Fortaleza. Aragão foi contratado após vencer um concurso para formar o primeiro elenco de redatores, diretores e atores da emissora.

O primeiro programa de Renato Aragão chamava-se Vídeo Alegre.

Da TV Ceará, Renato foi para a TV Tupi, onde estrelou o humorístico A-E-I-O-Urca.

O sucesso de Renato levou-o a ser contrata pela TV Excelsior, onde estrelou um programa chamado Adoráveis Trapalhões. Seria o primeiro embrião do programa Os Trapalhões.

O primeiro quarteto de Trapalhões era formado por Wanderley Cardoso (ele mesmo, o cantor da Jovem Guarda), Ted Boy Marino, Ivon Cury e Renato Aragão.

O nome Os Trapalhões começou a ser usado na TV Tupi, em 1973. Ele foi mantido quando os comediantes estrearam na Globo em 1977. Os Trapalhões era transmitido antes do programa dominical Fantástico.

Os Trapalhões estrearam na Globo dentro do programa Sexta Super.

Na Globo, o programa foi dirigido por vários diretores, entre os quais Oswaldo Loureiro, Adriano Stuart, Gracindo Jr.,Wilton Franco, José Lavigne, Paulo Aragão Neto (filho de Renato) e Carlos Alberto de Nóbrega.

O sucesso de Os Trapalhões foi tamanho que o quarteto formado por Didi, Dedé, Mussum e Zacarias virou história em quadrinhos.

A inspiração para compor o personagem Didi Mocó veio de Charles Chaplin e Oscarito.

O personagem Didi nasceu ainda nos tempos da TV Ceará. Ele é, portanto, muito mais velho/antigo do que o quarteto Os Trapalhões.

O sobrenome de Didi surgiu no A-E-I-O-Urca. Durante uma esquete, ao ser perguntado sobre o sobrenome do personagem, Renato respondeu Didi Mocó Sonrisélpio Colesterol Novalgino Mufumbo.

Sonrisépio e Novalgino foram inspirados em nomes de Remédios – Sonrisal e Novalgina. O mocó é uma espécie de preá comum no Ceará. Mufumbo é um arbusto típico do Nordeste.

A dupla Didi e Dedé surgiu na extinta TV Excelsior – justamente num programa chamado Didi & Dedé.

Didi e Dedé també fizeram juntos um programa da TV Record conhecido como Os Insociáveis.

O nome verdadeiro de Dedé Santana é Manfried Santana.

Dedé é sobrinho do humorista Colé Santana.

O nome de verdadeiro de Mussum era Antônio Carlos Bernardes Gomes.

Quem deu a Antônio Carlos Bernardes Gomes o apelido de Mussum foi o ator e comediante Grande Otelo. Aliás, mussum é um peixe preto e sem escamas.

Mussum foi convidado por Renato Aragão para integrar um trio depois de uma participação do grupo Os Originais do Samba num programa de Chico Anysio.
"Só no Forévis", o jeito de falar de Mussum surgiu no Escolinha do Professor Raimundo – do qual ele participava -, programa comandado por Chico Anysio.

Você sabia que "Só no Forévis" é o título de um álbum do grupo de rock Raimundos?

Existe uma rua na cidade de São Paulo chamada de rua Comediante Mussum.

O comediante mineiro de Sete Lagoas Mauro Faccio Gonçalves, o Zacarias, começou a integrar a trupe de trapalhões no início da década de 70. Antes de ser chamado por Renato Aragão para ser o novo trapalhão, Mauro era parte do casting de humorista da TV Tupi.

Antes de se tornar famoso, Mauro trabalhou em diversos ramos, inclusive como vendedor de sapatos.

Segundo o próprio Mauro, o nome Zacarias foi emprestado de um galo que ele tinha na infância.

O grupo chegou a se separar em 1983, mas voltou a se reunir por conta própria ainda no mesmo ano.

Com as mortes de Mussum e Zacarias e o fim definitivo de Os Trapalhões, Renato Aragão só voltou a TV em 1997 com a série Renato Aragão Especial. Hoje (2011), ele protagoniza a série dominical A Turma do Didi.

Dos 10 filmes mais vistos da história do cinema brasileiros, quatro são dos Trapalhões. São eles: O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão, O Saltimbanco Trapalhão, Os trapalhões na Guerra dos Planetas e Os Trapalhões na Serra Pelada (dados de 2010).

Bordões mais famosos de Didi Mocó: “Ô da poltrona”, “ Som na caixa”, “Ô, psit”, “Audácia da Pilombeta”. “ Eu sô muito macho”, “É fria”, “ Bicho bom”, “Nem morta, filha”, “Pó pará”.

A última curiosidade: você sabia que o programa Os Trapalhões foi exportado para diversos países, entre eles Estados Unidos, Portugal, Canadá e Angola?


FONTE: Memória Globo e Mais Curiosidade. Caso queira mais informações sobre nostalgia, entretenimento e curiosidades, acesse o blog Mais Curiosidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário